‘’Nesta obra em questão, Santos nos indica através de suas reflexões que o exercício de se autoconhecer não se limitou à filosofia grega, mas é uma atividade indispensável ao homem moderno, independentemente de seus atributos pessoais. O fato de sermos humanos incide em nós o desejo de superação e aperfeiçoamento, a começar por nossa própria personalidade. Mesmo que o autor traga por vezes uma leitura cética sobre quem é o homem e a sua relação com o transcendente, é válida a investigação sugerida sobre a ideia de um novo Deus, ou então, a busca por um ser transcendente que não venha a partir de receitas prontas e ideias óbvias. Na realidade, para ele o foco não é Deus, mas o homem e a necessidade da construção de sua personalidade e essência a partir da aceitação de que, em todo tempo, o homem sempre desejou ser livre e feliz, enquanto “Deus” foi um regulador limitante de sua independência criado por uma cultura impositiva.’’ Jhonatan Diógenes de Oliveira Alves.

Memórias de uma vida viva: reflexões acerca da moral histórica e moderna

R$ 50,00 Preço normal
R$ 39,90Preço promocional
  • Victor H. Niquele

Faria Lima Corporate, Avenida Brigadeiro Faria Lima, 4509, 8º andar, São Paulo/SP, 04545-000.

Seguir

©2020. Editora Dialética. All rights reserved.