Esta temática apresenta algumas considerações e reflexões críticas sobre as políticas públicas educacionais para Educação Profissional no interior do Estado do Amazonas, visto que há uma grande massa de trabalhadores que não têm oportunidades de acesso a uma profissionalização. Então, faz-se necessário refletir de que modo as políticas públicas educacionais tratam a relação educação e trabalho e qual o nível de envolvimento democrático das políticas públicas na área da educação profissional com os trabalhadores do interior do Amazonas. Outro aspecto é discutir em que proporção essas políticas são comprometidas com os reais interesses dos trabalhadores e se os aspectos econômicos, políticos, culturais, filosóficos e pedagógicos da formação profissional estão direcionados como instrumento de luta em favor da construção de um Estado democrático. Observa-se que a maioria dos cursos oferecidos não têm nenhuma identificação com a realidade econômica nem cultural dos municípios do interior do Amazonas, como também, grande parte dos docentes não dispõem de conhecimentos teóricos e metodológicos para ministrálos, onde o que ainda prevalece é a repetição os adestramentos mecânicos, originários da concepção fordista/taylorista, deixando de oportunizar ao trabalhador uma formação voltada para a reflexão filosófica, social e política. Percebe-se, portanto, que as políticas públicas de formação profissional permanecem ainda com uma concepção tecnicista voltada para o treinamento, permanecendo assim, a dicotomia entre educação geral e educação específicas, a fim de se manter a hegemonia de uma classe política e economicamente dominante no interior do Estado do Amazonas.

As Políticas Públicas para a Educação Profissional no interior do Amazonas

R$ 70,00 Preço normal
R$ 49,90Preço promocional
  • Moisés Gomes de Aguiar

Amadeus Business Tower, Av. do Contorno, 6594 - 7º andar, sala 701 - Savassi, Belo Horizonte - MG, 30110-044

Seguir

©2020. Editora Dialética. All rights reserved.